Ushuaia – Dia 4

Ushuaia 069

Nesta noite, por mais que tenha dormido 8 horas, acordei bastante cansada. Creio que seja pela tensao do voo ontem. Mas a vontade de conhecer Ushuaia era tanta que logo estava pronta para tomar café da manha e sair. O carro do receptivo passou para me buscar as 9 da manha e seguimos para a Estacao Macarena, cerca de 8 km do centro e local de embarque para o Trem do Fim do Mundo. Ja havia lido a respeito deste passeio e os comentarios se resumiam a ame ou odeie. Uns diziam que era imperdivel e outros que era bem monotono. Na duvida, prefiro ir e formar minha opiniao. E querem saber? Foi incrivel!!! Toda aquela neve que caiu na noite passada e que quase nos impediu de pousar em Ushuaia, se transformou em um dos cenarios nevados mais lindos do que eu poderia imaginar. E isso poderei comprovar pela sequencia de fotos a seguir:

Ushuaia 072

Ushuaia 051

Ushuaia 040

O trajeto feito com trens confortaveis e com calefacao, nos leva a conhecer lugares onde os antigos presidiarios realizavam seus trabalhos. Eu tambem nao sabia, mas Ushuaia era a principio, em 1884, uma colonia penal. O governo argentino tinha que povoar o seu lado do arquipelago no intuito de confirmar sua soberania. Os planos nao sairam como o desejado, mas os criminosos condenados permaneceram e foram transferidos para a prisao de Ushuaia que, de 1902 a 1947, abrigou criminosos de alta periculosidade, tal como a ilha de Alcatraz, nos EUA. Estes condenados eram transportados por este trem, sem as mordomias atuais, mas para trabalharem cortando arvores, construindo ferrovias e ajudando a erguer a cidade que conhecemos hoje. Atualmente, esta prisao virou um museu aberto a visitacao e que pretendo conhecer nos proximos dias.

Ushuaia 085

O percurso do trem dura, aproximadamente, uma hora e inclui uma parada na Cascata Macarena. O trem percorre um trecho do Parque Nacional Terra do Fogo, o unico do pais com saida para o mar e que ocupa uma superficie de 63.000 hectares. A neve e o clima deixaram o passeio ainda mais agradavel. Ao chegar ao ponto final do trem, continuamos o passeio em uma van com poucas pessoas pelo Parque. Muito bom poder conhecer um pouco mais de vegetacoes e animais tao diferentes do nosso pais. Pelo caminho cruzamos com varias raposas coloradas e pudemos conferir e conhecer um pouco mais do trabalho/destruicao dos castores na regiao. Foram trazidos do Canada cerca de 25 casais para habitar a regiao, mas nao puderam prever que iriam destruir grande parte do bosque com seus diques, pois nao havia e nao ha predadores para eles na regiao. A culpa nao sao dos castores, mas dos seres humanos que acabam causando um desequilibrio ecologico na por falta de estudo e planejamento.

Area dos esquilos

Area dos esquilos

Ushuaia 119Dali passamos por paisagens incriveis como a Laguna Verde e vegetacoes muito diferentes, como a turfa e lengua, presente por quase todo o bosque. A proxima parada eh na Bahia Lapataia, onde termina a Ruta Nacional 3, que precorre a Argentina de Norte a Sul e eh continuacao da Rodovia Panamericana em territorio argentine que tem inicio no Alaska. Eh o ponto mais austral da America do Sul e um indicador de que realmente cheguei ao fim do mundo! Deste ponto ate a Antartida sao “apenas” 800 km!!! Como podem ver na foto, existe uma placa que indica e resume tudo isso que acabei de dizer. Muito proximo de Lapataia, esta o antigo Lago Roca e que agora se chama Acigami. Eh um lago compartilhado entre Chile e Argentina, onde se pode acampar e que tem um visual de tirar o folego de tao lindo!!!! A foto fala por si so…

Lago Roca ou Akitami

Lago Roca ou Akitami

Ushuaia 246A segunda parte do passeio eh a navegacao pelas aguas do Canal Beagle. O canal recebeu este nome como homenagem ao barco HMS Bagle que chegou a esta regiao por volta de 1830 com intuito de realizar um estudo hidrografico. A segunda viagem do Beagle, sob o commando do capitao Fitz Roy, que trouxe em 1833 Charles Darwin, o qual pode avistar pela primeira vez um glaciar e com os animais da regiao. Peguei o catamara no porto da baia de Ushuaia, onde tambem esta a placa de “fim do mundo” (foto). Nesta epoca do ano o passeio eh mais curto e percorre a costa norte do  canal, passando pela ilha dos passaros, ilhas dos lobos e Faro Les Eclaireus, conhecido como o farol do fim do mundo. A partir de setembro ja eh possivel avistar alguns pinguins e no verao existem passeios mais longos que vao ate a Estancia Harberton e do porto tambem saem os cruzeiros para a Antartida. Leve bastante agasalho, pois mesmo que o barco seja coberto, todos saem para tirar fotos e observer os animais na parte externa e faz muito frio e venta bastante. A visibilidade hoje estava otima e deu para curtir bastante o passeio.

Ushuaia 210

Dali ja fui diretamente para a avenida principal, pois precisava urgentemente comprar uma bota para neve. Levei minha bota de trekking, mas por mais que seja waterproof, os pes nao chegam a molhar, mas a umidade por cima da bota congela os pes. Os guias e o recepcionista do hotel me indicaram a marca a Sorel. Nunca tinha ouvido falar, mas nao ha indicacao melhor do que a dos locais. Comecerei a reparar e quase todos os moradores de Ushuaia usam estas botas. E ela nao eh cara, sao otimas e custam  apenas 300 pesos. Eles me indicaram uma loja chamada Scandinavia e realmente recomendo. Alem de ser a unica da avenida a vender essas botas e roupas da Columbia, o cambio de dolar para peso eh melhor do que as proprias casas de cambio. Tambem indico a loja Campamento Base, onde comprei roupas femininas de marcas como Roxy e NorthLand. A maior delas eh a Popper, mas alem de ser mais cara, nao tem tanta diversidade de produtos e nao vende Columbia ou The North Face, a maioria eh Salomon. Os precos de Ushuaia sao melhores do que outras cidades, como El Calafate por exemplo, pois eh uma zona  franca, como Manaus, e os produtos estao isentos de taxas.

Amanha terei uma Aventura em 4×4 pela regiao dos lagos fueguinos e me despeco com esta linda foto do por-do-sol e da costa de Ushuaia vista do Canal Beagle…

Ushuaia 276

Anúncios
Categorias: América do Sul, Esporte + Viagem, Viagem | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Ushuaia – Dia 4

  1. Inês de Barros

    Mesmo sendo um ambiente monocromático, onde as cores que surgem são o vermelho e verde do trem e os tons mais quentes de alguns animais e do pôr-do-sol, a paisagem é de tirar o fôlego de tão linda!
    Realmente, tanto aí como nos grandes centros, as autoridades, no afã de povoar e progredir o ambiente em que desejam “perfumar” ou construir moradias, esquecem de fazer um estudo detalhado do impacto ambiental que essas construções e povoamento produzem na região, causando alguns desastres ambientais quer seja por um aumento considerável no trânsito quanto, como você mesma disse com muita pontualidade, como os castores não têm predadores naturais e procriam muito, o impacto foi essa catástrofe… hehehe
    Amei as fotos, as histórias e as dicas!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: