Turquia Dia 6 | Kusadasi/Pérgamo/Tróia/Çanakkale

Hoje tivemos mais um dia de muita estrada. Saimos de Kusadasi bem cedo com destino a Çanakkale, cerca de  315 km distância, pois tivemos no caminho duas visitas importantes: Bergama (antiga Pérgamo) e Tróia. Todas essas cidades estão localizadas na costa oeste da Turquia e durante todo o caminho estivemos acompanhados do lindo e azul Mar Egeu.

Vista da antiga cidade de Pérgama

Aqui surgiu a idéia de serpente como símbolo da medicina

Pérgamo está situada no alto de um morro, acima da atual cidade de Bergama. É parada obrigatória, principalmente, para os fãs de história. Sua incrível acrópole revela um dos principais centros de ensino de toda a antiguidade. A biblioteca de Pérgamo foi uma das importantes daquela época, juntamente com a de Alexandria e a de Celso, que visitamos em Éfeso. A tradição da biblioteca é tamanha que seu nome batizou o pergaminho (escrita em pele de animal).  Apesar de ter sido fundada por gregos no século VIII a.C., Pérgamo só obteve seu ápice sob a dinastia pergamense, fundada por Eumenes I. Seu ultimo Rei, Átalo III, legou o reino à Roma em 133 a.C. e, assim, Pérgamo se tornou a capital da província romana da Ásia. Visitamos também o famoso centro médico dedicado à Esculápio (latim) ou Asclépio (grego), o deus da cura e da medicina, criado pelo grande e famoso médico Galeno, nascido e criado em Pérgamo. Ali eram destinados apenas pessoas com enfermidade mais leve, os demais eram encaminhados à Hierápolis, próximo à Pamukkale. Esta é a razão da necrópole que visitamos em Hierápolis ser bem maior. Esculápio parecia mais uma spa do que um hospital e vieram daqui os primeiros tratamentos  terapêuticos utilizando a psicoterapia, aromaterapia e dramaterapia. Além disso,  Pérgamo foi também uma das sete igrejas da Ásia Menor mencionadas no livro do Apocalipse, na Bíblia.

Algumas conchas ainda podem ser encontradas enquanto caminhamos pela cidade de Tróia, já que era uma cidade à beira do Mar Egeu.

Continuando nosso caminho e quase chegando em Çanakkale, paramos para conhecer as ruínas de Tróia (Truva, em turco), cidade eternizada pelo filme hollywoodiano, estrelado pelo galã Brad Pitt, o qual fazia o papel de Aquiles. O local é conhecido como Hisarlik ou “reino do castelo” em turco. É um dos locais mais escavados de toda a Turquia graças aos grandes patrocinadores que investem no local. O que se pode ver hoje são as bases das construções e parte das muralhas construídas em diferentes épocas que vão de 4000 a.C. até quase 300 d.C. Tróia é o pano de fundo da Ilíada de Homero e foi palco de uma Guerra que durou uma década, durante o século XIII. O mar chegava às portas de Tróia, razão pela qual ainda se pode encontrar conchas enquanto se caminha pela antiga cidade. O mar agora está a 1,5 km dali, mas do alto ainda é possível avistá-lo, inclusive o Estreito de Dardanelos (Palco da Batalha de Galipoli, na I Guerra Mundial). Um lugar interessante é o chamado Casa do Pilar, onde talvez tenha sido o palácio do rei Príamo, de onde assistiram a luta de Aquiles e Paris que vemos no filme, caso ela tenha realmente acontecido. Outro acontecimento relevante no local foi o saque de Heinrich Schliemann.  Este alemão alimentou por toda a vida o desejo de encontrar  a “Tróia de Homero” e em 1873, três anos depois de começar as escavações, encontrou por acaso um tesouro que afirmava ser as jóias do rei Príamo. O ambicioso explorador danificou o local, mas seus achados também foram positivos, pois demonstraram que a civilização grega havia começado mil anos antes do que se pensava. Ele tentou vender as jóias encontradas por um preço altíssimo durante toda a sua vida e, sem sucesso, antes de morrer deu de presente ao Kaiser. Parte do tesouro exposto em um museu de Berlim, desapareceu depois da Segunda Guerra Mundial e reapareceu no Museu de Pushkin, na Rússia, 1996. Mas a atração mais fotografada de Tróia, com toda certeza, é o “presente de grego” ou “cavalo de Tróia”. Trata-se de um enorme cavalo de madeira exposto na entrada, uma reconstituição turca do símbolo universal da traição, como todos nós sabemos. O cavalo utilizado no filme americano está exposto no centro de Çanakkale, nosso destino final de hoje.

Uma das entradas da cidade de Tróia

PERGAMINHO – SAIBA MAIS: Pergaminho é o nome dado a uma pele de animal, geralmente de cabra, carneiro, cordeiro ou ovelha, preparada para nela se escrever. Esse importante suporte da escrita também foi muito utilizado na antiguidade ocidental, em especial na Idade Média, até a descoberta do papel pelos chineses. A invenção do pergaminho foi tão importante para a humanidade como a descoberta do fogo e a criação da roda. Foi o pergaminho que carregou a ciência e a arte da antiguidade para o período renascentista. No século II a.C. começou uma grande rivalidade entre as duas maiores bibliotecas do mundo, Pérgamo e Alexandria. Por esta razão, o governante de Alexandria proibiu a exportação do papiro para Pérgamo. Este entrave acarretou em um enorme comprometimento da escrita local e o rei de Pérgamo, Eumenes II, queria uma solução rápida para este problema, a qual foi encontrada pelo cientista Crates e o mestre Irodikos com a invenção do pergaminho. Cada pergaminho é único, a prova d’água, inflamável, muito resistente e agradável aos olhos durante a leitura. São estas características que fazer com o pergaminho seja imortal. As primeiras cópias dos livros santos de duas das maiores religiões do mundo, a Bíblia e Alcorão, foram escritos em pergaminhos, dentre muitos outros documentos importantes. Na atualidade o pergaminho é utilizado para a confecção de diplomas universitários, títulos e letras do Tesouro Nacional por ser considerado um material difícil de ser falsificado, graças às nuances naturais e à sua grande durabilidade. Antes comercializado apenas por empresas européias, hoje o pergaminho passou a ser uma fonte de renda importante para a região nordeste do Brasil.

Anúncios
Categorias: Turquia, Viagem | Tags: , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: