Neymar

A primeira vez que vi o Neymar jogar foi na Vila Belmiro, em 2009, em um jogo pelo Campeonato Brasileiro contra o Goiás. O jogo terminou empatado e só o que vi foi um garoto magrinho e que mal pegou na bola. Mesmo tendo sido escolhido como o destaque do Campeonato Paulista daquele ano, não empolgou, já que era tido como a grande promessa do time santista para os próximos anos. Em 2010, tudo mudou. Junto com Robinho, Ganso e André, Neymar foi decisivo, levando o Santos a conquistar o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil, sendo o artilheiro do torneio com 11 gols, o qual garantiu a vaga do Santos para a Libertadores no ano seguinte. Porém, 2010 não foi só flores para o jogador. Sua infantilidade e seu mau comportamento fizeram com que eu e muitos outros brasileiros tomassem uma certa “raiva” dele. Gostava de vê-lo jogar, mas as suas estrepolias dentro e fora de campo estavam passando dos limites. O auge de suas polêmicas, na minha opinião, foi a demissão do então técnico do Santos Dorival Júnior. A frase do treinador do Atlético Goianiense, Rene Simões, na época, resume bem esta fase do jogador: “Com toda a experiência que eu tenho, com todo esses anos de futebol, eu nunca vi alguma coisa ou alguém tão mal-educado como esse Neymar. Em nome da arte, em nome do futebol, estão criando um monstro.” Achei que a sua carreira tão promissora acabaria ali, em meio a tantas polêmicas e atitudes infantis. Mas surpreendendo a todos, Neymar começou e terminou um ano diferente. Não sei se pelo amadurecimento ou pelo “efeito” Muricy, por ter se tornado pai ou por tudo isso e outras coisas que desconhecemos, Neymar resolveu deixar de lado aquele menino mimado e surgiu como um jogador de futebol. Consquistou a Liberatadores e levou o seu time para a disputa do Mundial de Clubes no Japão. Não trouxe o titulo porque jogaram contra o Barcelona, um time imbatível e que merecerá um post separado só para ele, pois me ensinaram em Yokohama o que é um time que joga em equipe, sem invidualidade, um exemplo a ser seguido pelos times e pela seleção brasileira. Neymar termina o ano de 2011 como o único jogador que atua fora da Europa indicado aos melhores do mundo e começa o ano de 2012 com o gol mais bonito do planeta e com reconhecimento mundial de seu talento. Independente de qual seja meu time, torço pelo bom futebol e por isso torço pelo Neymar! Parabéns garoto, continue a brilhar com o seu futebol alegre e irreverente, é isso que o o Brasil e o mundo querem ver!

Anúncios
Categorias: Esporte | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: